sábado, 8 de agosto de 2009

Tesouros.

O ser humano tem seus tesouros. Não importa onde seja plantado, ele se move por eles. Faz parte da natureza humana apegar-se ao físico, ao valioso, ao desejável. Criar tesouros é uma forma de legitimar a própria existência, de ter uma razão.
A mulher existe para os filhos, e depois para os netos, para o marido, e se não tiver nada disso, para um trabalho, para sua satisfação. O homem existe para o seu trabalho, para o sustento de sua casa, para a superação dos seus limites. Quando não existem um pelo outro, existem para si mesmos, simplesmente porque não sabem a verdadeira razão de serem o que são. E quando os tesouros são compráveis, tornam-se ainda mais perigosos. A humanidade é capaz de revelar uma face não humana, mas monstruosa, apenas para enfeitar os dedos com os mais brilhantes anéis. E matam, odeiam, torturam, porque os tesouros se tornam maiores que os princípios. Há aqueles que vivem em busca de um ideal e quando o alcançam, perdem a razão de viver. Já outros são capazes de tirar a vida se não conseguem os bens desejados. Há tesouros que andam, que compram, que satisfazem as necessidades, que enchem o ego e há compradores e ladrões para todos os tipos.
Mas o homem, colecionador de tesouros, mal sabe que o principal deles foi dado gratuitamente, sem preço monetário. E muito menos quem ele realmente é.

Sabe, Deus também tem um tesouro. Não apenas um, mas vários. Cada homem é como uma jóia de grande preciosidade que Ele guardava numa caixa especial. Certo dia, perderam-se as jóias, espalharem-se para longe do dono.
Ele então chamou seu filho para recuperar o que lhe é precioso. Desde então, Deus é como um caçador de tesouros dos filmes piratas, buscando ansiosamente por seu tesouro perdido, correndo as calçadas, catando as gavetas, varrendo a casa.
Ele já achou pérolas, anéis, colares. Mas ainda falta uma parte. Tudo isso porque o seu maior tesouro, o homem, ainda não O encontrou de tão distraído que está consigo mesmo.

E você, qual é o seu tesouro?


Permita-se ser encontrado.

2 Piruetas.:

Jaya disse...

Ká,

Meu tesouro são vários.

Pode responder assim?

Um beijo, frô.

Pri C. Figueira disse...

Seu texto?
- Lindo!
Lê-lo fez eu me sentir tão bem e ao mesmo tempo tão triste...
Feliz por ter sido encontrada por esse Maravilhoso caçador de tesouros e triste por ver outras tantas preciosidades não deixando ser encontradas por Ele e pior dando valor a coisas tão superficiais...

Ka, mais que um belo texto, com belas palavras, mas há vida em cada linha que vc escreveu!

Bju linda!

 

Blog Template by BloggerCandy.com