segunda-feira, 30 de março de 2009

Ah! Palavra, não me abandones,
não me deixes sem definição,
se me largas, me faço sem nome
sem morada, sem compreensão.

Ah! Poesia, não batas a porta,
quando partes de mim tão sagaz,
se me trancas, me faço tão morta,
tão calada, tão só, tão sem paz.

Ah, palavra, torna-te poesia,
pra que a vida alivie o andar
sê em mim verso em sincronia.

Ah, poesia, vens logo habitar!
pra que a palavra crie a melodia
sê em mim letra e verso, a cantar.

16 Piruetas.:

Mariana Dore disse...

Achei parecido comigo quando to sem inspiração auhauhua
Lindinho!

;D

lucas rolim menezes disse...

é música, seus versos?
Se não, bem que poderia ser...
:)

belo!

bjs

Pri C. Figueira disse...

Que lindo!
Sabe aqueles textos que nos levam a sonhar? Esse é um!
Parece que suas palavras criaram vida e musica aqui dentro, tudo tão cheio de cor... Lembrou-me inclusive de uma cena especifica de desenho animado que gosto muito (a Bela e a Fera!rsrs)
Amei o texto!

Bjs linda!

Jaya disse...

Palavra-poesia é que melhor te pinta, bailarina! E por que? Porque é você. Você é, Ká. Poeta.

Ainda ontem fui tentar escrever algo, e nada saiu. Dei uma passeada no teu blog, e comecei a rascunhar um texto. A inspiração veio da tua dança. E o texto, vai de presente para você, assim que terminado. Não sei explicar, não. Sei que carrego um carinho que não pede licença, por você.

Olha, comigo, depois das mudanças todas, tá tudo correndo bem. Adaptar é um tanto difícil, mas a gente faz arte em meio às adversidades, não? Eu tô bem, sim. E desejo-te sorte com a faculdade e o trabalho e todas as demais correrias. No fim, fica tudo bem. E espero que a gente possa conversar muito em breve.

Beijos de carinho e saudades, guria! (:

Nathália Monte ;D disse...

"palavra, torna-te poesia,
pra que a vida alivie o andar" aii que lindo..adorei! gostei muito do blog!
beijO..

Bruna.K disse...

Essas poesias tuas sempre me fazendo sonhar!

Quando crescer quero escrever como tu XD

Lindo como sempre...

Te amo!

P.S.: E a Débora também... XD

Andréia disse...

ja fiz esse apelo inumeras vezes. precisei e elas na pareceram

manzas disse...

Num traço de avião, desvendo o teu rosto,
Rosto de nuvem em céu azul, luz do infinito…
Infinito desfasamento de Poalhas em fundo fosco,
Fosco cálice vazio que cala a voz de um grito!

Grito queimado nas cinzas de um cinzeiro,
Cinzeiro apagado de um quarto de hotel perdido…
Perdido por um ardente amor, enamorado por inteiro!
Inteiro o calor de um corço que arde consumido.

Que nesta Páscoa receba muitas bênçãos,
Que esta passagem lhe traga
Muito amor, saúde, paz e esperança…

Lhe desejo
Uma FELIZ PÁSCOA!
Bem-haja!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Camila Colossi disse...

(: naum curto muito poesiaas,mas com elas minha vida fica mais colorida hehe

bejoos

João Romova disse...

Que lugar bom de se andar!
Amei seu texto! Vou copiar e colar (com a devida citação da fonte) para aqueles meus amigos que estão sofrendo de "perda de memória poética recente"
_____
www.xicaraderomova.blogspot.com
www.lapisderomova.wordpress.com

João Romova disse...

efésios... (ah efésios...)

Glau Ribeiro disse...

As vezes elas saem correndo da gente né, Ka? Tem que sair catando a laço uma a uma até elas abraçarem a gente de novo. São pirracentas um tanto, por vezes. ;)

Beeeijo!

Victor Canti disse...

lindíssimo, é a chamada da inspiração (que surgiu), harmonia e poesia em belas palavras...
bjs

Luana e Luma disse...

Oiee Ká..
i aí td bem contigo?

Tá com um tempão q n passams por aki, heim?! Estávamos sem net. hua

Bem legal este textinhu.

Deus te abençoe! bjus.

ALF disse...

Isso sim é lindo. Tamanha maestria que realmente encanta.

Bravo querida!

Beijos

lucas rolim menezes disse...

Amiga, mudei de endereço...
espero vc por lá!!

www.mundodelucas.wordpress.com

Saudades de suas poesias...

Abraços

 

Blog Template by BloggerCandy.com