segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Rastro.


Siga meus rastros de leve, para que eu não te afaste ainda sem desejar. É que estou quase querendo, e o meu quase ainda é um talvez colorido de dúvida, sublinhado em medo, envolto em incertezas. Mas ainda assim, me segue, pois eu gosto da idéia de te ter por perto. Gosto, porque és assim, tão distante quanto eu. E, cada vez que te vejo, nasce em mim um novo pedaço de um céu ainda não estrelado, cujo as medidas se encaixam em você.
Me desvende sem pressa, pois já te descobri. Te darei todo o tempo preciso para que decifres meus sinais, e hesites, e me prendas nos teus discursos e textos enquanto minha atenção se debruça nas tuas palavras. Te darei legenda de mim, mas em partes, assim te servirei doses que satisfarão o dia e te ocultarei a próxima taça. Não avance ainda, deixe que eu me entrego por mim. Perceba os pedaços que já te lancei no caminho, escondidos nos olhos, na boca, nos versos. Permita que eu te queira de vez, mais do que já quero, ainda que não te tenha. Permita que eu fuja, mas nem por isso deixe de me seguir, pois um dia eu me viro e encaro os teus olhos, sem resistir. Deixe que o meu lirismo conquiste tua dureza, pois eu estou quase querendo te roubar dos olhos alheios e fazer-te concreto em mim.
Espere o momento em que eu me parar, e aí sim prossiga. Sem que eu hesite ou reflita, me tome para ti, se acaso quiseres. Faça-me tudo que podes explicar. Pois no momento em que eu virar na tua direção, meu quase não será mais dúvida, mas sim uma resposta da minha permissão, uma entrega.
Segue meus passos de leve, recolha as pistas de mim. Eu estou ali, logo adiante, diminuindo o ritmo para que me alcances.

13 Piruetas.:

.Dazinha. disse...

PERFEITO, como tudo que vc escreve e mais perfeito ainda!
Ahhh L'amour, nos envolve nos arrebata e nos deixa assim, encantada.

Lindo demais, muita felicidade!

Beijao

Nanda disse...

Sabe quando o casal vai à praia no fim da tarde, começo do por do sol?
Então, teu texto descreve bem a cena.


Meniinee! Tah lindo o teu lay!
*invejiinha!*
SUAHUSHASUAh :x

Muitos beijos pra você!
;*

Pri C. Figueira disse...

Oi linda bailarina!

Como sempre seus textos são encantadores, não há mais o que dizer deles, são simplesmente lindos!!
Tu escreves de um jeito tão suave, tão doce, que me faz viver a leitura!
Seus textos me fazem sorrir diante da tela!

Lindo!!!

Bjus...
Te amo, viu! Saudades tuas!

... disse...

Rastro bonito esse seu, hein? :)
Muito legal o texto
bjus

Thiago Sanguebsche disse...

Oi Karine!!!

Antes de mais nada, lindo texto! Tens um "q" de poeta maravilhoso!!!

Talvez tu não esteja lembrada de mim (pudera, só te conheço de vista), mas eu sou o bailarino da Brasa Rio Grande. Queria saber se posso fazer um link pro teu blog no meu.

Um abraço!!! Deus abençoe!!!

susan soares disse...

oie, primeira vez que passo aqui
te achei no blog da Pri...

Amei seu texto, você escreve muito bem. gostei de saber que também és uma dançarina do Pai!

bjokas da suh...

que Deus te abençoe!

Soraia Alves disse...

Adorei seu blog...
Minha presença aqui será constante, pode crer!
;)

beijoooos

Thiago... disse...

Ops, deixei um coments errado aquii.. apagaê por favor? sorry

|________Uerlle| || || |___| disse...

"E, cada vez que te vejo, nasce em mim um novo pedaço de um céu ainda não estrelado, cujo as medidas se encaixam em você."

Lindoo.!

Amei esse post. até salvei aqui pra mim.!

rs!

Beijos!

Filipe Garcia disse...

Oi Ká,

É bonito sim esse romance-entrega. O desejo de ver o outro seguindo os rastros, caminhando nos mesmos passos. O ideal é que seja assim: ambos no mesmo barco. Mas existem os desencontros, a gente sabe bem disso. Desencontros por vezes necessários para, daí, surgir novo encontro.

No mais, seu lirismo continua bonito. Sua poesia encanta.

Beijo!

Andréia disse...

que lindo gata! um prazer ler o q vc escreve

Nara Caroline disse...

PERFEITO!
Parabéns Ká

Soraia Alves disse...

Vou t linkar tb...
ótima semana querida, que Deus esteja em cada gesto teu!

beijoooooooo

 

Blog Template by BloggerCandy.com