quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Do (nosso) amor.

"Sentir tudo de todas as maneiras,
Viver tudo de todos os lados,
Ser a mesma coisa de todos os modos possíveis ao mesmo tempo,
Realizar em si toda a humanidade de todos os momentos
Num só momento difuso, profuso, completo e longínquo".

Fernando Pessoa


Eu hoje preciso ouvir as batidas do teu querer na minha porta. Preciso andar pelas palavras da tua boca e encher todo o espaço que há em ti. Preciso que me preserves...
Ah, careço daqueles momentos -sim, "aqueles momentos"!- em que não há tempo, não há lugar, em que só há nós. Os abraços em que os versos se formam, o romance em que a vida ganha vôo!
Preciso do frio que queima o estômago, da sensação que invade a alma, do arrepio, dos olhares...!
De flores, de sorrisos, de encontros! De surpresas, de cartas, de saudades, de promessas!
Me faça canção...e me cante. Preciso ser amada além do amor. Porque se me limitares ao tempo, cada dia tirará de mim uma pétala, e o bem-me-quer se fará fraco...
Não me limites ao "eu te amo" dos teus lábios, pois ele certamente é neblina da rotina. Se me defines apenas a expressão repetida, perco o brilho que descubro em ti não mais faremos arco-íris de nós. Mas antes me recrie na frase, me faça entrelinhas, renove nossas cordas. Prenda-me a ti cada dia com um novo nó, mas deixe-os frouxos para que possamos juntos formar um laço.
Preciso que me preserves dentro de ti. Como imagem que se forma em novas cores, como rio que movimenta todo o curso, como amor que ama e re-ama. Me guarde num canto só meu e mostre-o a mim a cada dia, assim, jamais esquecerei o caminho do teu peito. Me ame das formas mais variadas, de todas os jeitos, gostos, cores e estradas, preciso sentir constantemente a euforia de ser amada, como se soubesse disto a cada dia, me descobrindo, te descobrindo, fazendo de nós descoberta coberta de vida!

8 Piruetas.:

Pri C. Figueira disse...

Ká, romantismo puro!!
Lindo seu texto...
Também careço "daqueles momentos", singelos, mas onde o tempo simplesmente para!!!!

Bjs

Lena disse...

amei o seu texto, e amo o ainda mais pois diz tudo o que eu preciso falar... transmite tudo o que eu estou sentido com uma precisao inexistente.
parabens!!

.Dazinha. disse...

Definiu tudo que eu clamo em silêncio. Ah,se certas coisas fossem feitas sem pedidos, lidas no olhar, no suspiro na ausência das palavras.

Lindo texto como todos que li por aqui.

Beijão!

Filipe Garcia disse...

Eu também acredito no amor sem amarras, no amor inusitado que surpreende a cada dia. Tem gente que faz do amor sentimento mecânico e, assim, esquece de cultivar, de regar com poesia. Seu pedido é também o meu pedido: amemos sem manual, sem nós, sem amarras. Façamos versos dos nossos passos.

Rico seu texto, Ká. Bom de se ler.

Beijo

Ariana disse...

Mto lindo esse texto!
Perfeitoo!

Beijo

Andréia disse...

que lindo gata. tbm quero isso.. e como!

bjux

Linny. disse...

fernando pessoa é um grande professor.

Victor Canti disse...

e assim é a vida, esse querer é poder, suas palavras são doces, belas, férteis.... um pensar (amar) construído de maneira ímpar, vc têm o dom de tranmitir com delicadeza e perfeição!
bjs

 

Blog Template by BloggerCandy.com