terça-feira, 19 de agosto de 2008

Quanto custa a sua mente?

Aula de Prática de Ensino IV. Faculdade de letras. Objetivo: Inserir os alunos em situações reais do cotidiano escolar, a fim de prepará-lo para trabalhar com seus futuros alunos de forma dinâmica e eficaz, sendo que neste semestre o foco é a produção escrita em sala de aula e a forma de incentivar os alunos a escrever. Tarefa proposta: disserte sobre a mídia, de forma clara e defendendo seus pontos de vista.
Bem, no início achei o assunto "batido" e infinitamente amplo e para ser mais exata, continuo achando... Contudo, cá estou para dissertar a mídia, um pouco contrariada, mas ainda assim precisa das minhas opiniões. Digo "contrariada" porque costumo fugir de dar minha opinião sobre tal tema. Não por ocultá-la, mas simplesmente para não passar uma imagem "preconceituosa" atribuída aos cristãos sobre este assunto., pois geralmente escuto as pessoas falarem que "crente" é contra a televisão, contra as novelas, "contra tudo". Deixo claro que não são contra a televisão, antes a considero um veículo através do qual podemos ter não apenas lazer, como também aprendizado. Sou mesmo é contra vários valores passados por ela, não apenas por causa dos princípios de minha fé, mas por causa dos princípios de todo o ser humano.
Cresci assistindo o canal 7, famosa TV cultura. E agradeço muito a minha mãe por isso. Claro que como toda a pessoa normal assisti novelas e desenhos como o pica-pau, mas é da TV Cultura minhas principais lembranças. Foi com ela que passei tardes de chuva, vendo "Castelo Rá-tim-Bum", "Pandorga", "O mundo de Beackman", etc. Através dela tive meus primeiros contatos com a literatura, música e muitas outras coisas. Um pouco mais velha, pude desfrutar de um curto período de TV por assinatura (na época das Vacas gordas!), onde aprendi minhas primeiras palavras em inglês, explorei o Discovery Channel, os filmes, desenhos e até os programas de reforço escolar (castigo da mãe). Tudo isto fez da "mídia" uma amiga, auxiliar de aprendizado e também do meu lazer. Minha mãe selecionava sim o que eu devia ou não assistir e creio que esta foi a maior diferença.
Porém, quando me deparo com a "mídia" de hoje, vejo o declínio da programação. As pessoas andam tão ocupadas que só querem usufruir de um lado da televisão: o lazer. Ao pesquisar sobre os canais, vejo a predominância de coisas futéis, programas ridículos, repletos de um baixo nível e de padrões imorais. E os programas culturais ou educativos se reduzem a uma hora diária, naquele horário em que todos dormem ou estão longe de casa.
Eu sinceramente gostaria de defender minha antiga amiga TV, porém me falta argumentos para explicar por que as amantes sempre são boas, as mulheres casadas sempre são tristes, os pais sempre estão errados, os vilões acabam se dando bem... Sim, eu me pergunto por que o jornal ocupa apenas 2 horas do dia enquanto as novelas ocupam 6 e por que quando vejo uma criança de 4 anos rebolando seu corpo eu devo aplaudir. Ou quem sabe eu deva vender minha mente? Dar risadas do marido safado que trama várias artimanhas para não ser pêgo pela mulher, da mocinha que finalmente se deixou seduzir pelo galã? Quem sabe eu deva torcer para que a moça, depois de condenada injustamente, se vingue da vilã fazendo-a pagar preço ainda maior? Tudo isto para que no final todas as mulheres fertéis exibam suas barrigas e sorrisos, enquanto eu, rendendo meu tempo, babo em frente ao televisor achando lindo que aquele marido doce finalmente largou a esposa chata e agora está com a ex-prostituta, a mocinha. Ah, por favor...
Concordo que o lazer é importante, mas encha sua casa apenas dele e verá o resultado quando seus filhos quiserem trazer as novelas para dentro de casa. É preciso, antes de qualquer coisa, pensar. Nossos olhos não são latas onde se deposita lixo. Filtre seus olhos, filtre sua mente. Não seja mero telespectador da destruição da sua integridade. Não deixe que seus filhos se tornem amantes de uma vida fictícia.
Termino meu texto dizendo que a TV Cultura ainda existe. Menos assistida do que na época da minha infância, mas ainda está lá. Em um trabalho digno como o dela, eu acredito.


* Meu texto de Prática IV.


____________________________________________________________

Mudando de assuntoooo! Recebi da queridíssima Fê este "prêmio" abaixo! Obrigada! =D

Olhem só a legenda...


"Com o prêmio Dardos se reconhece os valores que cada blogueiro mostra em cada dia em seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais,etc...que em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras."

E possui três regras: 1- aceitar e exibir a imagem. 2- Linkar o blog do qual recebeu o prêmio, 3- Escolher 15 blogs para entregar o prêmio Dardos.
Aí vão as minhas
indicações: Jú, Bruna, Iana, Zy, Butiá, Filipe,Amanda,Lucas,Dudi, Mari,Lumanas, Lúcia, Camila, Jaya, Pri.
Muitos outros mereciam, mas hoje o prêmio é todo deles!

Beijos! =)


11 Piruetas.:

Tássio Costa disse...

Oi Ká..

Desculpa a onvasão assim no seu Blog, mas eu te vi no Blog da Iana ai resolvi dá uma passada aqui no seu. Espero que não tenha nenhum problema... hehehe'

Gosto de como você usa suas palavras nos comentários e post que deixa.


Concordo com você... TV CULTURA ainda existe, e na minha infância era muito mais assistida, épocas de CASTELO RÁ-TIM-BUM (marcou minha infância), COCORICÓ... haushaushaush' muito bom isso. Programas que nos ensinam muitas coisas, que hoje em vários outros canais de TV não existe igual.


Deus abençoe você sempre! Fica na Paz.. ;D

Nara Caroline disse...

Muito bom o texto
Haaa sim a Tv Cultura existe e eu assisto ela até hoje!
Na infância CASTELO RÁ-TIM-BUM(todas as tarde),Cocoricó,Glub-Glub,O mundo de Beackman(perfeito),Pingu,As aventuras de Tintin(acho q meu interesse por jornalismo nasceu ai)
e outros....

Bjuuuu

Lúcia disse...

'Brigada linda!! Já passo com calma pra ler o post todo!
Beijo grande!

Pri C. Figueira disse...

Káááá!!

Gostei muito do texto!! Concordo em todos os sentidos!!!!
Hoje em dia como é dificil sentar em frente a tv e conseguir assistir a um programa de qualidade... mas ainda existem!!!!

PS: Linda!! Obrigada pelo selo, amei!!!! Já está lá no meu cantinho!!

Bjusssss...

... disse...

Muito bom o texto! Pessoal, coerente, claro e verdadeiro!
Muito bom.

:)
Fico feliz pela homenagem!!! Muito mesmo... Obrigado!

Bjus

Filipe Garcia disse...

Oi Ká,

TV anda uma porcaria só. Já desisti de tentar assistir qualquer coisa. Agora eu uso a estratégia dos downloads para baixar os programas que gosto. Infelizmente, temos uma mídia que visa o Ibope e isso é triste.

Seu texto ficou muito convincente e, como sempre, abordou o lado cristão e os valores morais tão importantes.

Muito obrigado pelo prêmio. Tão bom ser homenageado por uma pessoa que admiro! rs

Beijo.

rohit disse...

hi
hello
how was your day?
i liked your blog
you are fantastic!!!

really nice blog
fabulous fantastic
bye
take care
see you


oi
Olá
Como foi o seu dia?
Gostei de seu blog
você é fantástico!

realmente agradável blog
fabulosa fantástico
tchau
cuide-se
vejo você

Amanda Bia disse...

concordo que o assunto está meio batido. até eu que faço faculdade de exatas já tive que escrever sobre o poder da mídia sobre as pessoas. e acredito que é muito grande. os donos das emissoras deviam ter mais consciência sobre a influência que seu canal pode ter sobre os telespectadores e melhorar as programações, mas eles só pensam em lucrar e o povo que se lasque. digo isso da tv aberta, claro. e não acho que não gostar de TV seja coisa de crente. não sou crente e sinceramente acho TV um lixo. sequer assisto. só perco meu tempo p/ ver filmes ou séries da tv a cabo, isso quando tenho tempo.
também adoro a TV Cultura (que aqui em São Paulo é o canal 2), e passei minha infância assistindo à ela também. espero que ela sobreviva até o dia que eu tiver filhos, p/ poder passar a única coisa boa que tem na TV aberta.
brigada pelo presente! fico muito feliz que você goste do meu blog, apesar de eu não estar muito inspirada nos últimos tempos!
beijos!

Mr. Ziggy disse...

Ei,moça! Achei interessante você ter direto ao ponto, sem muita papa na língua. É o que você pensa e ponto final. Desde já, agradeço pelo prêmio! O Murilo tb me passou, seja, pelas regras,vou ter de repassá-los a 30 bloggistas. Huahuaauha! Bjo!

Junkie careta disse...

A tv está morta e enterrada e tem missa de sétimo dia todos os domingos em sua programação.Eu quero te dizer que tô muito feliz por ter encontrado alguém que também viu muito a programação da Tv cultura.

Agora, por favor, não me mata de curiosidade e me diz, quanto foi essa nota?

Andréia disse...

[palmas p o texto ]

eu tbm cresci vendo tv cultura com meu irmão e minha mãe. oh tempo feliz. hj em dia tá tudo muito lamentavél. é como se vc tivesse q escolher entre ter um filho ou uma tv.

beijos

 

Blog Template by BloggerCandy.com