terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Ressurreição.

Vós que cravastes os pregos diários,
Olhais a quem transpassastes.
Contemplais O que vive a subir,
Para longe da cova que deixastes.

Lembrais quão profundas as chagas,
que vossas mãos espalmaram em dor,
Lembrais quão dolorosa coroa,
vossa maldade modelou em furor.

Olhais aquela cruz vazia,
e lembrais do peso carregado,
do sangue, do preço tão alto,
Lembrais do que foi crucificado.


Percebais quão grande fato,
Deixais os olhos a contemplar,
é o mesmo em quem vós cuspistes,
E gritastes mandando matar.

Enfim, percebais que era verdade,
E Ele vos carregastes naquela cruz,
E agora sobe diante de vós,
Para preparar-vos um lugar de luz.

Ele, o mesmo Jesus.

4 Piruetas.:

Mr. Ziggy disse...

Lindos os versos! Dignos de ser um prólogo de uma grande peça de teatro... AMEI! Bjos!

Fernando Locke disse...

Alpem de terem rima,são muito lindos! O nosso Salvador Jesus, que morreu por nós! grande abraço garota!

Mr. Ziggy disse...

Tem selo te aguardando em meu blog. Abraço!

Lucas disse...

Um dia desses eu coloco esse na página inicial do meu orkut, se a senhorita permitir, claro...

 

Blog Template by BloggerCandy.com