terça-feira, 21 de agosto de 2007

Lição

Cheguei da faculdade e coloquei delicadamente meus livros sobre o sofá, através de um jogo de mãos que fez com que eles voassem juntos e se espalhassem nas almofadas. Logo depois, eu que fui parar no meio delas. Cansada daquele dia horrível, ouvi o barulho da chave que anunciava que meu irmão estava chegando logo atrás de mim.
Assim que a porta abre e a minha cadela pára de fazer fiasco, começamos todos com nossa rotina pós-dia. Eu me encaminhando para o banho, meu irmão para as panelas, minha mãe para nós dois... É quando ela interrompe todos e me diz:
- Tu precisa ir ao médico, guria.
Eu começo a dar as desculpas de sempre, o tempo, o dinheiro, o cansaço... digo que to bem e que isto pode ser adiado mais um pouco, mesmo que eu saiba que não é assim. Então ela diz:
- A gente é como fruta. Quando não está madura pode cair no chão sem que haja dano, e ainda pode ser colhida depois. Mas se tá madura, assim que cai no chão se destrói, e depois não se pode fazer nada...
Eu subi as escadas pensando nas palavras da minha mãe. Grande ensinamento. Quanto mais tardias as feridas, mais dolorosos os danos, afinal, amadurecer ás vezes causa males.

1 Piruetas.:

Mr. Ziggy disse...

Pois é, guria doida. Não trata de ir ao médico não procê ver só uma coisa... Hunf!³

 

Blog Template by BloggerCandy.com