quarta-feira, 18 de julho de 2007

E a vida, o que é...?

Mas e a vida, o que é...?
Um sopro, um susto...?
Uma daquelas flores que o vento bate e suas partes se tornam pedaços do que um dia foi inteiro?
Frágil como a flor... breve como o susto..

Que é a vida? Este ser que simplesmente sou, este corpo que simplesmente tenho, sem a mínima chance de um dia ter escolhido nascer. Simplesmente nasci assim e, mesmo que eu tente mudar e realmente mude, uma parte de mim sempre será eu, uma parte imutável, inseparável... a realidade de que tenho que ser algo em mim e não no outro, de que nasci para viver minha vida... Dure ela uma eternidade ou apenas breves anos de sorrisos e lembranças...

Vida... sua momentânea duração me assusta. Me assusta o fato de que tudo que é hoje pode simplesmente não ser mais amanhã. Assusta saber que se sonha tanto para se perder tão breve. São tantos os que passam... tantos os que sonham... e são interrompidos por aquilo que não conseguem evitar, a tão mencionada morte.
Que o homem não sabe lidar com a morte é evidente... mas quem disse que ele sabe lidar com a vida?
Sofro em ver tantas pessoas mortas, ainda que vivas...
e tantas pessoas fisicamente mortas deixando tantas saudades!

A principal certeza que tenho é pra onde vou após a morte, que talvez me pegue aqui, na terra, mas meu espírito tem vida eterna em Jesus. E você? Sabe para onde vai?
Lamento pelas pessoas já mortas ainda que vivas... mortas porque nelas não habita a esperança...

Mas e a vida, o que é? Tão curta, mas tão intensa... Não aprendi a lidar com a morte, e acho que nunca vou saber, porque simplesmente não nasci para morrer...

Dizem que a morte é a única certeza que se tem na vida... desculpe, mas eu discordo. Acho justamente o contrário... a morte é o que mais causa incerteza no homem. Pode-se ter a certeza de que um dia ela vem, mas não se sabe quando, como, onde... e nem se haverá tempo para dizer o que era preciso...
Aproveite o tempo que resta... Nunca se sabe quanto dele resta.
Abrace... mesmo sem motivo. Diga que ama, mesmo sem ocasião, porque não se sabe quando você terá dito isso pela última vez. Valorize quem ama. E mais do que nunca, creia em Deus.

Não seja um daqueles que se lembra de Deus apenas quando se depara com a morte... Fé é muito mais que desejar "Descanse em paz" ou "Deus te receba". Você lembra Dele nestas ocasiões, ele lembra de você todos os dias. Agradeça por sua vida, pode ser o último dia que você fará isso. Agradeça pela vida de quem ama, pois você não sabe até quando os terá por perto.
Lembre de Deus hoje, e não somente quando tem necessidades. Não adianta culpá-lo nas horas ruins se você simplesmente nunca se interessou em saber nada sobre ele.

É fácil dizer que não tem fé...
Fácil dizer que Deus é injusto...

Mas difícil é ter maturidade para abrir os olhos e ver que Deus é muito mais presente em sua vida do que sua incredulidade pode ver...!

A vida, o que é? A sua eu não sei. Mas a minha, vida em abundância.

4 Piruetas.:

bruna.k disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bruna.k disse...

Nine, ainda não tinha lido esses teus dois últimos textos...
Estou sem palavras, sem ação, sem fala!
Deus! A cada dia tu me surpreende com esse teu dom inspirado por alguém que está além dos sonhos e pensamentos! Alguém que só poderia nos amar muito para ter-nos feito, ter-nos escolhido e ter-nos unido para sempre como grandes amigas, grandes irmãs!
Feliz Dia do Amigo, minha maior das maiores, melhor das melhores!
Obrigada por simplesmente ser que tu és!
Te amo!
Beijos, Bruna

bruna.k disse...

Sorry amiga... Fiz um errinho no primeiro comentário e daí excluí!
Bju

renatoziggy disse...

"Frágil como a flor... breve como o susto.." E poético como o Espírito! \o/ Amei esse trecho! Mas não se esqueça de que, na realidade, breve é a sua vida PEREGRINA. Você tem vida eterna (em abundância, como você mesma colocou). Bjo! Mr. Ziggy

 

Blog Template by BloggerCandy.com