terça-feira, 12 de junho de 2007

Pequena Conversa

- E você o que sente?

-Quando?

-Quando o vê, é claro...

-Como se todos os sonhos e planos que um dia eu pudesse imaginar estivessem diante de mim...
Como se todas as fábulas até então fossem verdadeiras, como se o céu cantasse a melodia que eu nunca ouvira...
Como se o vento embalasse pensamentos...No mesmo embalo que leva os seus cabelos...
Como se aqueles olhos dissessem mais de mim do que eu mesmo sei! Como se o tempo arrebatasse tudo á minha volta e eu, ali, diante dele, nada mais soubesse...
Sinto-me frágil, sinto-me fraca e forte. Sinto-me eu.
E não me envergonho disto.
Sinto como se houvesse esperado uma vida, e simplesmente começasse a viver!
Como se sentisse tanta saudade antes de conhecê-lo que só pudesse perceber isto ao estar com ele...
Como se me faltasse palavras!
Até sem ele perceber, escondo-me atrás daquele sorriso... E sinto-me protegida.
Faço dele um refúgio e um porto...Ancoro meu coração nas suas águas!
Ancoro... E não tenho medo!


- E se você pudesse dizer isso a ele hoje, diria?


- Não, "viveria"...

0 Piruetas.:

 

Blog Template by BloggerCandy.com